domingo, 28 de julho de 2013

- Não ficar pra ver

Escolhi não ficar pra ver.

Ele era meio eloquente com suas ações. Prefere deixar de vir a ter que vim, esperando assim talvez um passo do lado de cá.
Parece brincadeira, mas fazemos um monte de besteira por saber que é bom demais. Daí amanhece e vem toda aquela voz da consciência no pé do seu ouvido – “Eu te avisei”.
Avisou...
Daqui a alguns dias seremos apenas lembranças,
 melhor escapar deixando uma lembrança qualquer de uma fase desprendida que foi esse nosso elance.
Qualquer canto a gente se encontra. Até mesmo num beco sem saída, um de nós possa ajudar o outro a achar um atalho melhor.
Evito ver despedidas.


Se não irá nos ferir um não, um “até breve” tende a ser mais aceitável.

Um comentário:

— Samantha Sousa disse...

"A gente é feio pra voar" (8) (;
E quando não é pra ser não adianta, não vai. E ponto. Vira-se td lembranças dps.

;*